Pesquisar este blog

sábado, 2 de outubro de 2010

A verdade sobre o “Choque de Gestão” do governo de Minas



Aécio Neves 45

"O SINDIFISCO-MG lançou na sede do Sindicato em Belo Horizonte, a revista A verdade sobre o “Choque de Gestão” do governo de Minas, uma análise do governo Aécio Neves no período 2003 a 2009, comparado com governo anterior, com enfoque especial para os gastos reduzidos com as áreas sociais e os exorbitantes com a publicidade, bem como o panorama vivido pelo servidor público mineiro.


Nosso objetivo, como Sindicato Cidadão, é contribuir para o debate, com informações, dados e análises, de maneira que todos possam refletir – e concluir – se o que é divulgado na mídia e nos discursos oficiais corresponde à realidade vivida pela população de Minas Gerais. Principalmente, se o propalado ‘choque de gestão’, implantado pelo governo mineiro, deve ser, realmente, modelo para o País e se trouxe algum benefício para a população”, explica o presidente do SINDIFISCO-MG, Lindolfo Fernandes de Castro.


Às vésperas das eleições gerais, o momento é oportuno para se fazer um balanço da evolução de Minas Gerais nos últimos anos, que passa, necessariamente, pela análise do desempenho do Estado no atendimento às necessidades da população e pelo real desenvolvimento econômico e social alcançados.


A revista traz, por meio de uma linguagem simples, evitando o tecnicismo, uma análise das contas públicas. “No comparativo de 2002 (último ano do governo anterior ao do Aécio) com 2008, houve redução de 24% dos gastos sociais (saúde, educação e segurança pública) em relação à Receita Corrente Líquida (RCL) do Estado, sendo que no caso da educação a queda foi de 42%. Enquanto isso, no período de 2003 a 2009, o gasto total do Estado com publicidade ultrapassou, em valores corrigidos, R$ 1 bilhão”, acrescenta.



Desde 2003, o Sindicato tem desenvolvido análises e estudos e editado publicações diversas, com o intuito de fomentar o debate entre o governo e os diversos segmentos da sociedade. No início de 2006, quando Lindolfo de Castro também era presidente do Sindicato, foi lançado o caderno Quem bancou o ajuste fiscal? Superávit para Minas e arrocho salarial para os servidores do Executivo. A revista lançada é uma atualização desse trabalho."


Para ver o relatório completo, acesse o site acima.

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Transposição do Velho Chico: Ciro Gomes x Anastasia

O sr Anastasia tem, repetidas vezes, manifestado sua posição contra a transposição do Rio São Francisco. Nada demais! O que surpreendeu, repentinamente, é que o responsável inicial pela condução do projeto da transposição, o sr. Ciro Gomes, gravou uma mensagem de apoio no horário eleitoral de Anastasia.

A pergunta é: o que leva um político a apoiar alguém que tem opiniões completamente opostas às suas??? O que o sr Anastasia ofereceu?? Verbas? Cargos?

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Qual a principal realização de Anastasia/Aécio?

Fizemos uma expriência outro dia de sair às ruas e pedir para as pessoas citarem uma realização do Governo Anastasia. Foi impressionante o resultado. Mais de 50% só se aventurou a citar o tal Centro Administrativo de mais de 1 bilhão de reais. Mas o Centro Administrativo custou muuuuito mais do que isso, porque precisamos incluir em seu orçamento toda a publicidade gasta para divulgar a obra. E não foi pouca publicidade, afinal é a única realização do governo que todo mundo sabe.

Todos nós sabemos também que publicidade recebe mais dinheiro do Governo do que educação e saúde. Basta andar pelo interior de Minas Gerais para ver o estado caótico de nossos hospitais e escolas públicas. Recentemente, a Cemig aprovou licitação para selecionar empresas que farão contratos de publicidade que somam R$100 milhões. Enquanto isso, a mesma Cemig cobra 30% de ICMS, o mais alto do país.

Governo do PSDB, irregular, trata mineiros como animais!

Já noticiamos aqui que nem a irmã de Anastasia apóia o próprio. Agora, até a Folha de São Paulo, jornal a serviço tucano, noticia que sim, ao contrário do que diz o Estado de Minas, há algo de podre no reino de Aécio Neves e Anastasia.

A Folha de ontem noticia a investigação de falsidade ideológica na aprovação das contas de 2009 do governo Aécio Neves pelo TCE, o Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais.

Isso é acusação grave! E além do ex-governador, o candidato Antônio Anastasia figura no texto da denúncia. Por isso, antes mesmo da apuração, o julgamento deve ser feito Domingo, nas urnas, tirando esses extirpadores do poder público.

E adivinhe só?  Segundo a denúncia, recursos da saúde e da educação estavam envolvidos na falcatrua. Pelo que está sendo investigado sob sigilo, conta-se que houve fraude contábil para esconder a não aplicação de recursos em serviços de saúde pública e educação nos percentuais mínimos exigidos pela Constituição Federal. Para os técnicos do TCE, esses índices cairiam  20,15% e 7,48%, respectivamente, após o expurgo de contabilizações indevidas.

E isso já vem de antes, ao que parece, desde a eleição passada. Em 2006, a mesma Folha de São Paulo revelou outro trambique: o governo Aécio, em 2003 e 2004, incluiu nos gastos de  saúde as despesas para erradicar a febre aftosa e outras doenças de animais.

É triste, simbólico e verdadeiro: Aécio e Anastasia tratam os mineiros como animais. 

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Anastasia quer atacar as "Torres Gêmeas" mineiras


A repercussão na imprensa foi logo abafada! Um caso de tamanha importância mereceu apenas três parágrafos no Portal Uai. Claro, estamos falando do estado onde Anastasia não deixa publicar nada que seja prejudicial ao seu governo. Mas o acontecimento é real: desde o dia 20/09, 80 famílias que moravam nas chamadas "Torres Gêmeas" estão impedidas de retornar para suas casas. A Polícia Militar, comandada pelo governo mineiro, cercou o prédio e está equipada de forma desproporcional com armas de grosso calibre, cães, bombas, etc.

Para quem não sabe, as "Torres Gêmeas" são dois prédios idênticos, localizados no bairro Santa Tereza, que não tiveram suas obras concluídas. Diversas famílias que moravam nas ruas, ao saber do abandono dos edifícios, para lá se deslocaram. Moram lá há 14 anos.

Na semana passada, um pequeno incêndio que não afetou as estruturas dos prédios serviu de desculpa para a desocupação. Crianças estão sem banho, comendo mal e sem irem à escola. A Defesa Civil fornece apenas duas refeições ao dia. Não foram disponibilizados banheiros. Não há qualquer assistência à saúde dos desalojados. A situação é desoladora...

Esse povo tão sofrido que ali encontrou abrigo não pode sofrer por interesse de construtora ou proprietário que quer retomar um terreno para o qual nunca deram valor. É para isso que serve um governo que tenha olhar humano. Para interceder em favor da população que precisa, para cuidar das pessoas. Nem que, para isso, o Governo Estadual pague uma indenização pela desapropriação aos donos anteriores do terreno. Mas ao que parece, a visão de Anastasia nada tem de humana.

Em nota de apoio, as Brigadas Populares e a Pastoral de Rua lembram que o governo de Minas Gerais não constrói nenhuma casa em Belo Horizonte há mais de 15 anos. Além disso, ressaltam que, em 2005, foi aprovado projeto de reforma das "Torres Gêmeas" com observância de todas as normas técnicas de segurança, inclusive instalação de elevadores. Porém, apesar da aprovação do projeto pela CAIXA e liberação dos recursos pelo Governo Federal, nem a Prefeitura de Belo Horizonte e nem o Governo do Estado aceitou ser a garantidora do financiamento que seria de apenas R$ 18 mil por família, o que ficaria muito mais barato para os cofres públicos do que o reassentamento das famílias em novas unidades.

PSDB: a escola da censura!


A Revista Veja essa semana traz, em sua capa, a chamada para uma matéria histérica sobre o que nós sabemos ser uma impossível censura do PT à imprensa. Mesmo com todos os ataques do mais baixo nível, Lula jamais tomou qualquer medida contra a liberdade de imprensa. É verdade que não deixa barato, e rebate com argumentos fortes cada vez que lhe imputam uma inverdade. Aí vira alvoroço! Porque pra essa imprensa elitista, trabalhador não pode pensar! E aí, quando um resolve virar presidente e ainda por cima contra-argumenta com ela, pronto: está atacando a imprensa!


O engraçado é que quem apresenta evidências claras de que traz a essência da aversão a imprensa é o PSDB. Como esse blog já bem demonstrou, em Minas Gerais há demissões sumárias de jornalistas que criticam a trupe comandada por Aécio/Anastasia. Isso vem de berço! Vejam esses dois vídeos que comprovam que o PSDB é mesmo um censor.


É o Serra, que vem da mesma escola política de Aécio/Anastasia. Tem ele se recusando a responder, tem ele ignorando jornalista, tem ele ameaçando deixar uma entrevista... tem de tudo. No fundo, o que ele gostaria é de formular de próprio punho as perguntas que os jornalistas lhe fazem. Assim não vale, né Serra? Que democracia é essa??


sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Achados E PERDIDOS

Olá.

Meu nome é Minas Gerais e eu tive R$3,3 bilhões de reais desviados durante o governo de Aécio e Anastasia. Alguém sabe do paradeiro?

Desde já agradeço.

--

Boa tarde.

Eu sou trabalhador da Cidade Administrativa e todos os dias eu perco alguma coisa. O mais sério: DUAS HORAS E MEIA perdidas pra chegar aqui. Alguém pode me ajudar?

Obrigado.

--

Bom dia.

Tive uma reunião na Cidade Administrativa dia desses e perdi toda a sola do meu sapato pra chegar do estacionamento até a sala de reunião. Alguém as viu por aí?

--

Olá.

Aqui é o governo atual do Estado de Minas Gerais. Estou aqui por ter perdido algo muito importante: o apoio da classe dos educadores. Estou muito preocupado, pois está cada vez mais greve, digo, grave. Conto com a ajuda de vocês.


Um forte abraço.

--

Oi.

Sou o PRÉDIO da Cidade Administrativa e já perdi 17 cm desde quando fui inaugurado. Acho que estou afundando. Ajudem-me.

Grato.

--

Prezados.

Sou o MP e achei uma falcatrua referente a um desvio de R$3,3 bilhões envolvendo o governo de Minas Gerais no período de 2003 a 2008. Alguém tem um palpite?

--

Caros.

Sou o atual governador do Estado e perdi a cabeça ao deixar a taxa de ICMS das contas de luz em 30%. Obrigado pelo espaço.

--

Gente, tudo bem?

Meu nome é Andrea e tenho perdido o controle ultimamente. Tenho mandado cortar a cabeça de um bando de jornalistas. Tô preocupada! O que eu faço?

Achou ou perdeu algo? Basta postar sua mensagem em “Comentários” e compartilhar com os seguidores do blog. Estamos ansiosos para poder ajudar. 

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Escândalo da Copasa


MP acusa governo de Minas de desviar R$ 3,3 bilhões da Saúde
Governador Anastasia e ex, Aécio Neves, devem ser denunciados por desvio de recursos

Sob a grave acusação de desvio de R$ 3,3 bilhões do orçamento do Estado de Minas Gerais e que deveriam ser aplicados na saúde pública, a administração Aécio Neves/Antônio Anastasia (PSDB) – respectivamente ex e atual governador mineiro – terá que explicar à Justiça Estadual qual o destino da bilionária quantia que supostamente teria sido investida em saneamento básico pela Copasa entre 2003 a 2009.

Devido à grandeza do rombo e às investigações realizadas pelo Ministério Público Estadual (MPE) desde 2007, por meio das Promotorias Especializadas de Defesa da Saúde e do Patrimônio Público, o escândalo saiu do silêncio imposto à mídia mineira e recentemente foi divulgado até por um jornal de âmbito nacional.

Se prevalecer na Justiça o conjunto de irregularidades constatadas pelo MPE na Ação Civil Pública que tramita na 5ª Vara da Fazenda Pública Estadual sob o número 0904382-53.2010 e a denúncia na ação individual contra os responsáveis pelo rombo contra a saúde pública, tanto o ex-governador Aécio Neves, quanto o candidato tucano Antônio Anastasia, o presidente da Copasa, Ricardo Simões, e a contadora geral do Estado poderão ser condenados por improbidade administrativa.

Dos R$ 3,3 bilhões desviados, R$ 3,3 bilhões constam da ação do MPE, que são recursos supostamente transferidos pelo governo estadual (maior acionista da Copasa) para investimento em saneamento básico, na rubrica saúde, conforme determina a lei, entre 2003 e 2008. Como a Justiça negou a liminar solicitada pela promotoria no ano passado, para que fossem interrompidas as supostas transferências, a sangria no orçamento do Estado não foi estancada.

De acordo com demonstrativos oficiais da Secretaria de Estado da Fazenda, somente em 2009 a Copasa recebeu mais de R$ 1,017 bilhões do governo Aécio/Anastasia para serem aplicados em ações e serviços públicos de saúde para cumprimento da Emenda Constitucional nº 29/2000, à qual os estados e municípios estão submetidos, devendo cumpri-la em suas mínimas determinações, como, por exemplo, a aplicação de 12% do orçamento em saúde pública (a partir de 2004), considerada a sua gratuidade e universalidade. Em 2003 a determinação era que se aplicasse o mínimo de10% da arrecadação.

Da mesma forma que não se sabe o destino dos R$ 3,3 bilhões questionados pelo MPE, também não se sabe onde foi parar esses R$ 1,017 supostamente transferidos para a Copasa em 2009.

O cerco do MPE às prestações de contas do governo estadual iniciou-se em 2007, quando os promotores Josely Ramos Ponte, Eduardo Nepomuceno de Sousa e João Medeiros Silva Neto ficaram alertas com os questionamentos e recomendações apresentadas nos relatórios técnicos da Comissão de Acompanhamento da Execução Orçamentária (CAEO), órgão do Tribunal de Contas do Estado (TCE), desde a primeira prestação de contas do governo Aécio. Chamou-lhes a atenção, também, o crescimento, ano a ano, a partir de 2003, das transferências de recursos à Copasa para aplicação em saneamento e esgotamento sanitário.

Os promotores Josely Ramos, Eduardo Nepomuceno e João Medeiros querem que a administração do governo de Minas e da Copasa, conduzida na gestão Aécio Neves/Anastasia, devolva ao Fundo Estadual de Saúde os R$ 3,3 bilhões que é objeto da Ação Civil Pública que tramita na 5ª Vara da Fazenda Pública Estadual e que segundo eles podem ter sido desviados da saúde pública.

No pedido de liminar na ação, os promotores já antecipavam e solicitavam à Justiça que “seja julgado procedente o pedido, com lastro preferencial na metodologia dos cálculos apresentados pelo Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais, para condenar os réus, solidariamente ou não, à devolução de todos os valores transferidos à COPASA do orçamento vinculado às ações e serviços de saúde que não foram utilizados em saneamento básico entre os anos de 2003 e 2008, totalizando R$ 3.387.063.363,00 (três bilhões, trezentos e oitenta e sete milhões, sessenta e três mil e trezentos e sessenta e três reais), a serem depositados no Fundo Estadual de Saúde.”

Como o MPE encurralou o governo e Copasa

Para encurralar o governo do Estado e a Copasa, o MPE se valeu de sua autonomia investigativa e requereu às duas instituições as provas que pudessem revelar como foram aplicados os recursos públicos constantes das prestações de contas do Executivo e nos demonstrativos financeiros da empresa.

O que os promotores constataram foi outra coisa ao analisarem os pareceres das auditorias externas realizadas durante esse período: “Além disto, as empresas que realizaram auditoria externa na COPASA, durante o período de 2002 a 2008, não detectaram nos demonstrativos financeiros da empresa os recursos públicos que deveriam ser destinados a ações e serviços da saúde.”


As discrepâncias contidas nas prestações de contas do Estado levaram os promotores a consultar a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), à qual a Copasa deve apresentar seus demonstrativos financeiros e balanços anuais.

Em sua resposta à consulta, a CVM respondeu ao Ministério Público Ofício que “após análise de toda a documentação, não foram encontrados evidências da transferência de recursos da saúde pública para investimentos da COPASA, nos termos da Lei Orçamentária do Estado de Minas Gerais e na respectiva prestação de contas do Estado de Minas Gerais, conforme mencionado na consulta realizada por esta Promotoria de Justiça”.


Na página 26 das 30 que compõem a ação, os promotores afirmam o seguinte sobre a ausência das autoridades convocadas para prestar esclarecimentos sobre o assunto:

“Ressalte-se que a COPASA recusou-se a prestar informações ao Ministério Público sobre os fatos aqui explicitados. Notificado a comparecer na Promotoria de Justiça de Defesa da Saúde, seu Presidente apresentou justificativa na data marcada e não compareceu.

A Contadora Geral do Estado também notificada a prestar esclarecimentos, na condição de técnica que assina a Prestação de Contas, também apresentou justificativa pífia e não compareceu na data marcada.

Finalmente, a Auditora Geral do Estado, que também assina as Prestações de Contas do Estado, que poderia e até deveria colaborar com a investigação, arvorou-se da condição de servidora com status de Secretário de Estado, por força de dispositivo não aplicável à espécie, contido em lei delegada estadual (sic) e não apresentou qualquer esclarecimento ao Ministério Público.”

Dois governadores foram presos este ano no país

No início do mês o Brasil foi surpreendido com prisão do governador do Amapá, Pedro Paulo Dias (PP), candidato à reeleição, e de seu antecessor – de quem Dias era vice até abril – Waldez Góes (PDT), candidato ao Senado. Detidos em decorrência da Operação Mãos Limpas, desencadeada pela Polícia Federal, Dias e Góes foram presos em 10 de setembro juntamente com outras 16 autoridades, todos acusados de corrupção e desvio de recursos públicos. As informações preliminares apontam para um montante de R$ 300 milhões, desviados das áreas de educação, saúde, assistência social, entre outras.

Esta, porém, não foi a primeira vez que um governador é preso no país, após a redemocratização, em 1985. No início do ano, em fevereiro de 2010, o caso que ficou conhecido como “mensalão do DEM”, uma operação orquestrada no governo do Distrito Federal há 10 anos, culminou na prisão do então ocupante do cargo, José Roberto Arruda (DEM). Seu vice, Paulo Otávio, renunciou ao cargo, e a Câmara Distrital escolheu um dos deputados para concluir o mandato.

Você troca...

Aécio e Anastasia não ligam nem para a sua vida!


O mínimo que se espera de um Governo é uma pequena melhora em qualquer situação que envolva políticas públicas. Afinal, nos oito anos de Governo Lula o Brasil só cresceu, portanto, espera-se o mesmo dos Estados, seja na saúde, na educação, ou até mesmo nas rodovias.

Se não é possível a melhora, espera-se pelo menos a estabilidade. E não é nem isso que temos no Governo de Aécio e Anastasia. Os governadores não parecem ligar nem para a vida dos mineiros. A situação nas rodovias estaduais é insustentável. Enquanto isso, as rodovias federais em Minas só avançam, e com pedágios a preços muito reduzidos.

Um exemplo claro é o último feriadão, no dia 7 de Setembro. Nada menos do que 35 pessoas morreram e outras 322 ficaram feridas em 364 desastres acontecidos nas estradas administradas pelo PSDB! Um aumento imenso comparado a outros anos.

Nas rodovias federais já vemos os sinais de melhoras, foram menos de um terço das vítimas do Governo Estadual, e uma redução de mais 50% em relação ao mesmo período de 2009.

Parece que Minas só anda para trás. Ou melhor, não anda, bate no meio da estrada.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Aécio: homem sem palavra

Veja a desenvoltura com que Aécio Neves mente no palanque, na cidade de Ibirité. Para eleger seu aliado do DEMo, o candidato a senador promete inaugurar o hospital da cidade no começo de 2009. Candidato eleito, promessa esquecida.

Passaram-se dois anos e o hospital está fechado. Faltam médicos nos postos e as filas são enormes. Quem precisa de atendimento, procura os serviços de saúde de BH, Betim ou Contagem, cidades vizinhas que têm serviços públicos de saúde bem
melhores.

Usar a saúde como moeda de troca em período eleitoral é um desrespeito muito grande com a população carente. As pessoas votam no cara, acreditando que não precisarão mais enfrentar filas quilométricas madrugada adentro para ser atendidas. Caras de pau como Aécio, Anastasia, o tal do Laércio, que foi eleito prefeito em cima dessa mentira, e os irmãos Toninho Pinheiro e Dinis Pinheiro, patrocinadores de toda a farsa, merecem uma resposta à altura de suas sacanagens.

Não vote nesses malandros. Ajude a divulgar. O povo trabalhador de Ibirité, assim como o restante dos mineiros, agradece.

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Aécio diz que não abandona FHC!


O PSDB está em frangalhos! Pipocam a todo momento novas notícias dessa suposta disputa interna.

A revista Carta Capital chega as bancas hoje com a seguinte manchete: Aécio deixará o PSDB.

Seria bombástico! Seria... mas antes mesmo que o periódico viesse a circular, Aécio já se desmentiu: "não vou abandonar o FHC e nem o Serra!!!"

A desvalorização da educação pública em Minas Gerais, os baixos salários pagos aos professores, o corte no orçamento da Fhemig no ano passado, a falta de investimento nos serviços públicos, tudo isso deixa mesmo evidências de que as ideias políticas de Aécio e FHC sempre andaram em sintonia.

O blog do Noblat repercutiu a resposta de Aécio.

Perguntas que não querem calar!

Vejam isso:


Eis as questões:
1) Será que o Serra e o Anastasia estudaram juntos?
2) Será que nos debates de economia do PSDB são feitas contas dessa maneira?
3) Porque o professor Anastasia não deu aulas de matemática e economia para o Serra?
4) Ou ele também não sabe fazer conta?
5) Ou ele fez curso de economia com o PSDB paulista?

Serra mostra bem como o PSDB cuida da educação. É isso que você quer para Minas?

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Blog do Anestesia pede sua contribuição para uma história nada fictícia

Seja você também um roteirista. Baseado nas ilustrações abaixo, crie uma história com esses dois personagens. Qualquer semelhança não será mera coincidência. Basta postar o seu texto em COMENTÁRIOS.



Para Anastasia, sindicato bom é sindicato aliado ou calado


O Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (SindUTE-MG), crítico da política educacional de Anastasia e dos baixos salários que o governo estadual concede aos professores, deciciu manifestar apoio à candidatura de Hélio Costa. A decisão não foi bem recebida pelo candidato do PSDB que, segundo jornal O Tempo, disse que "as entidades sindicais, a princípio, não deveriam ter posição política, partidária, porque há uma separação entre o que é sindicato e o que é atividade política".

O irônico de tudo isso é que, como bem lembra a mesma reportagem, Anastasia comemorou, em agosto, o apoio recebido por sindicatos e federações patronais.

Sindicato luta por melhorias para a categoria que representa. Ao contrário do que Anastasia quer fazer parecer, é luta política sim. Quando um sindicato tem dados suficientes para acreditar que um candidato não dará atenção às suas reivindicações, é natural que queira derrotá-lo nas eleições. E no caso do SindUTE é os dados são a experiência própria vivida nos últimos anos.

Mas para Anastasia, se não é aliado, é melhor ficar calado, lembrando mais uma vez seu caráter antidemocrático e censor.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Nota universitária 2: quando a irmã desconfia...

Corre nos bastidores da FAFICH, Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da UFMG uma história interessante. Atualmente aposentada, uma irmã de Antônio Anastasia, foi professora histórica e renomada da unidade até 2008. E parecia não gostar do exemplo de gestão do irmão.

Brincadeiras à parte, quando um candidato tem poucos votos dizem que "só a família votou" no dito cujo. No caso de Anastasia, parece que nem isso.

À época, fim do primeiro mandato de Aécio, sua irmã (que por ser professora sabe das mazelas que o irmão vem deixando para a educação), falava publicamente em suas aulas não apoiar politicamente o irmão. Em 2006, em plena sala de aula, a professora chegou a anunciar seu voto em Nilmário Miranda que, na ocasião, disputava o governo estadual contra Aécio e Anastasia de vice.

Estranho, não? Se nem a irmã confia, você vai confiar?

Nota universitária 1: alunos da UEMG fazem arte na chuva

Da UEMG, o medo da chuva.

Nos bastidores da UEMG corre água, aliás, corre pelos corredores.

A Escola Guignard, localizada no bairro Mangabeiras, em Belo Horizonte é a tradicional escola de artes plásticas da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG). Muito além de uma faculdade, a Guignard é um patrimônio histórico e cultural do Estado, tendo revelado artistas, além de conter acervos e um prédio com um valor histórico e arquitetônico imensurável.

Converse com um aluno da Escola de Artes da UEMG e você terá a revelação que com a chegada dos tempos de chuva, o medo toma conta dos corredores da universidade. Mais que o medo, vem a tristeza pela precariedade do lugar onde estudam. Isso porque a falta de estrutura é tanta que, quando chove, os corredores alagam! Os alunos chegam a botar recipientes que deveriam ser usados para a coleta do lixo para parar a chuva. Isso que é arte!

Fora isso a reclamação é constante: professores muito mal remunerados, nenhum plano de carreira, assim como os professores do ensino fundamental e médio. Em uma área onde a especialização é muito importante o Estado não investe nada que permita a realização de um Mestrado, Doutorado por parte dos professores. Os alunos? Não podem ir a nenhum congresso mostrar seus trabalhos já que a verba não existe.

É hora de estancar essa água suja dos corredores da educação. Anestesia não!

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Na mira do Ministério Público

A casa caiu mais uma vez! O Ministério Público está entrando com ação judicial para que o Governo de Minas Gerais e a Copasa devolvam aos cofres públicos R$ 3,3 bilhões que não teriam sido investidos em saneamento entre 2003 e 2008. Os promotores alegam que parte dos recursos que deveriam ser repassados à empresa para cumprimento da Emenda Constitucional 29 não foram comprovados.

Saiba mais em matéria do Globo.

domingo, 12 de setembro de 2010

Aeciolândia e Mineirão provam incompetência de Aécio / Anastásia


A mídia repete incansavelmente o “sucesso” da gestão de choque do
governo Aécio / Anastasia, mas como tudo em volta dos tucanos, não
passa de propaganda. O caso do novo centro administrativo, conhecido
como aeciolândia, é a primeira prova desta incompetência. O projeto
faraônico foi orçado em R$ 500 milhões, mas custou aos cofres públicos
mais de R$ 1,2 bilhão. O pior é que a obra serve apenas para promover
o governo. Os funcionários públicos estão irados, pois são obrigados
a gastar mais de duas horas para ir trabalhar. A propaganda anuncia
uma “economia” de R$ 90 milhões em aluguéis, sem considerar qualquer
retorno de capital, irá demorar 13 anos para o “empreendimento”
começar a ter "valido a pena".


Mas outra empreitada é ainda mais curiosa. Correram para anunciar que
Belo Horizonte seria escolhida para a abertura da Copa do Mundo de
2014. Para isso não mediram esforços, e nem os custos para a
reforma do Mineirão. Prometeram reformar o Independência
antes de iniciar as obras no Mineirão para não prejudicar os times
mineiros. Como o “planejamento” não funcionou, correram para uma
reforma de urgência na Arena do Jacaré em Sete Lagoas, mas a polícia
militar não liberou os jogos por falta de segurança, desperdício
de dinheiro público e ainda prejudicando a arrecadação de Atlético e
Cruzeiro.

Ainda bem que não serão eles a organizar a copa de 2014!

Ajude a divulgar e impedir que a campanha milionária mantenha Minas calada!

Minas precisa mudar n° 4 - 07/09/2010

Participe da comunidade no ORKUT.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Anastasia, Ministro de FHC... Ministro do Desemprego

Em 1999, a taxa de desemprego em São Paulo era 19%. Em Salvador era de incríveis 27%. Em BH, 18%. Em 2001, as taxas praticamente não se alteraram: São Paulo, 18%; Salvador 27% e BH 19%.

Só quando o Brasil finalmente se livrou de FHC, o cenário começou a mudar e hoje os números são outros bem diferentes: São Paulo 14%, Salvador 20% e BH 10%!!!

A geração de empregos na era FHC também foi de dar dó: 99.625 por ano. Só a título de comparação, durante o mandato do presidente Lula foram criados um média de 1.245.857 empregos anuais! (confirme aqui os dados)

Agora cabe a pergunta: quem participou dessa infrutífera gestão no Ministro do Trabalho de FHC??

Não pode ser!! Sim, ele mesmo, Anastasia! Primeiro como secretário-executivo e depois como o próprio Ministro!!!

Panfleto das Centrais Sindicais relatam o desempenho de Anastasia no Ministério do Trabalho (clique na imagem para ampliar):


Candidatura Anastasia pode mesmo ser cassada

O TRE-MG acatou a denúncia de uso da máquina pública protocolada poela coligação 'Todos Juntos por Minas'. Inicia-se agora um processo de investigação. Conforme noticiou o Portal Uai, Anastasia tem cinco dias para apresentar um defesa.

A denúnica registra que, entre os dias 1 de junho e 3 de julho de 2010, o Governo Estadual teria firmado 3.545 convênios com 842 municípios. Somente no dia 30 de junho, foram publicados 681 convênios de repasses voluntários de recursos para as prefeituras, totalizando mais de R$ 982 milhões.

No mesmo período de 2009, convênios semelhantes com os município alcançaram apenas a rúbrica de R$ 54 milhões. O gasto desse ano foi, portanto, 18 vezes menos, evidenciando abuso de poder econômico visando cooptar os prefeitos mineiros e beneficiar a campanha de Anastasia.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

José Roberto Arruda, um exemplo para Aécio Neves

Quem se lembra de um tal José Roberto Arruda?? É... exatamente aquele do Mensalão do DEM!!

Arruda, ex-governador do Distrito Federal, perdeu o cargo depois de receber dinheiro de empresas de forma ilegal. Parte da propina era usada para cooptar parlamentares na Câmara Legislativa, como ficou provado em vários vídeos realizados pela Polícia Federal.

No decurso das investigações, Arruda foi preso preventivamente, tornando-se o primeiro governador da história do Brasil a ser encarcerado durante o mandato.

Você deve estar se perguntando, por que isso interessa a esse blog?

Pois bem, veja o que nosso ex-governador fala de Arruda e você irá entender:






Aproveite e relembre a corrupção do amigo de Aécio Neves:

Enquanto isso...

-A censura continua...

Orion Teixeira, demitido por "razões empresariais"
Como noticiado aqui no blog a demissão de Orion Teixeira, editor de política do "Hoje em Dia", foi uma ducha de água fria em todos que esperavam uma cobertura mais isenta das eleições em Minas Gerais. No blog de Nilmário Miranda, mais uma nota sobre o caso.

- A velha mídia continua com o mesmo jogo. E o bumerangue já está voltando...

Se você não leu, leia. Há alguns dias o blog apresentou a versão plausível para o caso da quebra de sigilo da filha de José Serra. É uma versão, que, infelizmente, não apareceu como deveria na grande mídia.
A repercussão se deu baixa, em uma matéria pequena da Folha, repercutindo uma declaração de Dilma. E agora todos tentam ignorar, até mesmo o blogueiro Ricardo Noblat. O "Anestesia não!" recomenda a leitura do novo post do blog de Daniel Florêncio, "O jogo de Noblat. O jogo da velha mídia". Esclarecedor.

- Andrea Neves continua dando o que falar.

Andrea Neves, irmã superpoderosa de Aécio Neves continua aprontando das suas. Não bastasse os rumores do envolvimento direto de Andrea na demissão de Orion Teixeira, um texto divulgado no blog de Luis Nassif mostra o tamanho do poder e a perversão dessa mulher no Governo de Minas. Com a função de blindar Aécio de qualquer crítica ou malefício Andrea passa por cima de tudo e de todos para atingir seu objetivo. É um Maquiavel mineiro versão mulher. Confira o texto escrito por Pedro Venceslau, para a Revista Fórum, intitulado "Macartismo Mineiro". O jornalista mostra como é feita essa blindagem do ex-governador, desde as colunas sociais até o escândalo do Mensalão Mineiro. Mais uma vez, esclarecedor.


Andrea Neves. Jornalista, se ela aparecer para você, fuja!


-

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

PSDB brincando de Teletubbies

Visitinha indesejada

Tá virando brincadeira. Essa tal de Andrea Neves e Cia LTDA tão achando que censura virou moda. Desse jeito não dá! Até quando jornalistas competentes e corretos serão demitidos por falarem a verdade?

Pois é, aconteceu esta semana. Orion Teixeira, editor de Política do Hoje em Dia, foi demitido logo após a ilustre visita de Andrea Neves, irmã de Aécio, à redação do jornal. Ela pediu a cabeça do jornalista provando mais uma vez o joguinho sujo que o PSDB faz com a imprensa mineira.




O jornal, que até então pregava um jornalismo independente e investigativo, publicou na sequência matérias favoráveis à campanha do Anestesia. Digo, Anastasia. Coincidência...

Então já sabe, se o PSDB bater à sua porta, NÃO ABRA. De uma visita dessas Minas tá correndo!

E ainda tem gente que vota num candidato desses.


Mais detalhes no Google: “Orion + Hoje em Dia + Demissão”.

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Para Anastasia, material aprendido não é problema

3 MILHõES!!!! Esse é o número de santinhos que a Justiça Eleitoral apreendeu, no último sábado, dia 04 de setembro, no comitê de Anastasia. O material estava em desacordo com a legislação.

Mas para o candidato aecista, esse é um problema menor. Sua campanha continua poluindo de forma exagerada as ruas da cidade com milhões de panfletos. A "militância" contratada (essa que muitas vezes nem vota no candidato e só faz campanha por dinheiro) não pára de crescer. Eles ganham camisas, bottons e bandeiras e ficam nos sinais de trânsito distribuindo milhares de adesivos.

Isso sem contar na imprensa mineira que, sob liderança do Estado de Minas e da Globo Minas, também constituem-se em verdadeiros panfletos de Anastasia.

A chave é o alto empresariado mineiro, esse mesmo que desesperado com a ascensão da classe baixa e média no Brasil, joga todas as suas fichas nas eleições estaduais, para evitar que os programas sociais e a distribuição de renda se acentue em Minas e seus privilégios sejam perdidos. Dinheiro não faltará para a campanha de Anastasia... Mas e depois?? Qual vai ser a conta que o empresariado vai cobrar??

Está na hora de por fim a governos mineiros que apenas olham para a grande empresa mineira e não direciona recursos para o desenvolvimento social!

domingo, 5 de setembro de 2010

Aécio dá banana para Serra

É... os tucanos paulistas e mineiros continuam sem se entender.

O PSDB e José Serra planejaram uma campanha pomposa em Minas Gerais. Vislumbraram um Aécio Neves engajado no melhor estilo para fazer o presidenciável tucano líder em intenções de voto no estado. Queriam 40 comitês de campanha espalhados pelo interior mineiro. Pensaram em fazer viagens constantes à Minas Gerais, de forma a utilizar a popularidade de Aécio Neves para fazer Serra alavancar nas pesquisas.

Fail!! Aécio está frustrando todos estes planos. Quer a todo custo evitar Serra, considerado um amuleto da derrota. Duvida? Veja o que disse Aécio no jornal Estado de Minas de hoje sobre a participação de Lula na campanha de Hélio Costa:

"É natural. Estão fazendo campanha para os candidatos deles. Nós respeitamos muito que vem de fora. Mas nós não precisamos de apoio de fora de Minas".

Nuuu!!! Entendeu o recado Serra???

Alguém aí consegue uma boa explicação do porque Aécio esconde Serra???

Talvez esteja preocupado que as merdas lançadas por Serra espalhem no ventilador. Pra quem ainda está por fora, Aécio é suspeito de quebrar o sigilo de Verônica Serra. Portanto, é bem provável que Aécio esteja preocupado e irritado com Serra. Se o presidenciável tucano insistir muito nessa história para atacar Dilma, toda a verdade pode vir à tona.

Aécio em nítido desconforto com Serra

sábado, 4 de setembro de 2010

O lado de lá também reconhece

Vejam!!! Até um tucano dessa bizarra Turma do Chapéu reconheceu a validade da greve dos professores e esteve presente na assembléia para dar seu apoio!

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Caso Verônica: O bumerangue do PSDB faz a curva em Minas

Não se precisa entender de política para saber o que é um bumerangue. Você joga para o ar, ele faz a curva e volta. Se você jogar e não ficar esperto, cuidado! Ele pode voltar batendo na sua cabeça.

Precisa entender um pouquinho só de política para entender toda a tramóia peessedebista no caso da quebra do sigilo de Verônica Serra, filha do “Zé”, candidato futuramente derrotado nas eleições presidenciais. A trama é grande, complexa e assustadora. Sente-se, abra bem os olhos e entenda como o “Caso Verônica” está virando o “bumerangue do PSDB”. Já o soltaram, a curva se faz em Minas Gerais e volta, batendo direto na cabeça dos tucanos.

Antes de qualquer coisa, pare um pouquinho, pense um pouquinho: por que diabos a campanha da Dilma iria querer algo com a filha do Serra na época que nem Dilma, nem Serra eram candidatos? De novo, por que diabos então o José Serra só se indignou com o ocorrido agora? Ou ele é um pai distraído, ou tem cachorro nesse mato.

E o cachorro é grande. Claro, Aécio Neves aparece nessa trama!

A estratégia não é inédita. O incrível é apostar em algo que já deu errado várias vezes. Em 2002, no caso "Linus", guardado e escancarado só na eleição, o PSDB conseguiu desmontar a candidatura de Roseana Sarney, crescente nas pesquisas à época. Resultado final: a revolucionária eleição de Lula. Em 2006, conseguiram que Lula não ganhasse no 1º turno por detalhes, com toda a história armada da compra do dossiê. Resultado final: a acachapante reeleição de Lula no 2º turno. Em 2010, surgem com essa história, já no desespero, da quebra do sigilo da filha de José Serra, fato acontecido há mais de um ano.

E é aí que entra o Sr. Aécio Neves da Cunha. Ao que parece essa quebra do sigilo de Verônica Serra faz parte de uma investigação feita pelo jornalista do Estado de Minas Amauri Ribeiro Júnior, ainda quando Aécio pretendia lançar-se como candidato do PSDB à presidência da república. Em resumo: há um bom tempo atrás, essa quebra de sigilo foi feita por uma briga interna tucana.

Com a desistência de Aécio na disputa pelo planalto, a tucanada decidiu utilizar a quebra do sigilo para acusar Dilma. O recalque e o desespero já chegaram a níveis elevadíssimos. A iminente eleição da indicada de Lula faz com que os oposicionistas se descabelem e tentem estratégias repetidas e que acabam por atrapalhá-los mais que ajudá-los. O caso Verônica, ao que tudo indica é mais uma dessas trapalhadas.

Os detalhes de toda essa história você vê no conceituado blog do jornalista Luís Nassif, ou mesmo no blog de Daniel Florêncio, diretor de um dos vídeos postados aqui em outro post do “Anestesia Não” que falava sobre a censura de Aécio Neves e Antônio Anastasia.

É uma versão inteiramente plausível e fundamentada que repercute na internet e não na mídia tradicional (lembram? Do post dizendo que a internet ainda é a última esperança?).

No mais, cuidado com a cabeça Serra, o bumerangue já fez a curva!

Anastasia passa Jesus Cristo para trás

Pastor corrupto da Igreja Batista regrava música substituindo o nome de Jesus Cristo pelo de Anastasia. Apenas assista:

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Sem censura. Ao menos na Internet!

Na China já conseguiram. Se você, caro leitor, estivesse querendo acessar esse site, diretamente da China, e digitasse em seu navegador www.anestesianao.blogspot.com não conseguiria, já que lá os blog são censurados. Se procurasse o blog pelo Google também não teria sucesso em encontrar, afinal o Google também é censurado. Diante da perplexidade que você, caro leitor, ficou, correria para o Twitter para denunciar. Missão falha, o Twitter, adivinhe, é bloqueado por lá. Último recurso, postar um vídeo pedindo ajuda no Youtube! Quando você percebe que é impossível, percebe o tamanho da censura sob sua cabeça.

Saindo da China, atravessando quase o mundo todo para chegarmos a Minas Gerais. Aécio Neves e Antônio Anastasia são os representantes da censura em terras brasileiras.

A dupla dinâmica montou, durante os oito anos de governo, um esquema com os noticiários mais importantes do estado, assim, não se escuta, não se lê e nem se vê os malefícios da gestão tucana para a população mineira.

Ainda não somos a China. Ainda. Resta-nos a internet. É aqui no espaço da rede mundial de computadores que podemos escrever, divulgar, ler, ver e ouvir quais são as mazelas causadas pelo governo tucano. Uma delas, justamente a censura aos meios de comunicação. Temos que divulgar toda e qualquer ação que denuncie os absurdos dessa censura velada.

Abaixo, em duas partes, o vídeo-documentário “Liberdade, essa palavra”, já divulgado nas eleições passadas, que mostra em entrevistas com personagens diretos da questão, a censura no primeiro mandato de Aécio Neves como Governador de Minas. Se você nunca viu, veja, se já viu, reveja para relembrar essa história. E o mais importante, divulgue.

Se nós aqui do Brasil ficamos abismados com a censura chinesa, eles lá na Europa e Estados Unidos também se espantam com a nossa. Mais um vídeo para ver e divulgar, abaixo o trecho de um filme produzido pela Current TV e exibido para americanos e ingleses mostrando como funciona a censura mineira. Veja o que a gente não vê:

Abismado? Espantado? Chocado? Seja lá qual for a sensação que você, caro leitor, esteja sentindo agora, fato é que a conclusão que se chega é que a internet é o único meio de comunicação que Aécio Neves e Antonio Anastasia não censuraram ainda! Aproveite esse espaço, divlugue, leia, pesquise e ajude a fazer de Minas Gerais um estado com liberdade, ainda que tardia.

terça-feira, 31 de agosto de 2010

O ditador Anastasia apoia a ditadura na internet

O movimento Mega Não! está convocando todos os blogueiros para uma blogagem coletiva hoje contra o AI-5 Digital. A internet está se mobilizando contra a censura, contra o PL 84/99 do senador tucano Eduardo Azeredo, que tem o apoio de Anastasia.

A mobilização é também uma resposta ao desenrolar do processo. No dia 5 de agosto, o deputado Pinto Itamaraty do PSDB apresentou parecer favorável ao AI-5 Digital, ignorando argumentos que os movimentos sociais apresentam há três anos. Já no dia 11, veículos da imprensa noticiaram que deputados estão buscando acordo para votar a lei de crimes na Internet.
Azeredo, Anastasia e o PSDB querem a vigilância generalizada, acompanhando todos os passos dos internautas e transformando os provedores de internet em polícia. Corta assim a livre circulação de informações e de conhecimentos que é exatamente o que a internet traz de melhor.

Mas esses sujeitos são mesmo contra a democracia. Tem artigo que limita as atividades de pesquisa e o artigo 285-A, como noticiado pelo Mega Não!, pode levar a julgamento um indivíduo que compra um CD e copia algumas músicas para seu pen-drive ou seu computador. Enquanto isso, bandidos virtual que atuam com IP de sites do exterior continuarão agindo livremente.

Diga não à Anastasia e Azeredo, ambos do PSDB-MG.

Acompanhe aqui o movimento Mega Não!

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Anastasia tenta comprar prefeitos no interior de Minas Gerais

A denúncia do candidato Hélio Costa, levada ao público pelo blog do Noblat, é muito séria. Traz motivos de sobra para que a justiça casse a candidatura de Anastasia.

Segundo o blog, “entre os dias 1 de junho e 3 de julho de 2010, o Estado de Minas Gerais firmou 3.545 convênios com 842 municípios. Somente no dia 30 de junho, foram publicados 681 convênios de repasses voluntários de recursos para as prefeituras, totalizando mais de R$ 982 milhões.

No mesmo período de 2009, foram liberados aos municípios, em convênios semelhantes, apenas R$ 54 milhões – ou seja, 18 vezes menos, o que caracteriza o abuso de poder econômico visando beneficiar a campanha de Anastasia e a tentativa de cooptação dos prefeitos mineiros”.

PROFESSORES CONTRA O ANASTAZISTA


AÇÃO DO PSDB CONTRA SIND-UTE/MG LEMBRA A DITADURA

“Sempre houve tiranos; esses nunca conseguira ser invencíveis. No final, sempre caíram”. Gandhi

Durante nosso movimento grevista não ficamos isentos da conservadora posição dos governos que chamam de “políticas” as greves de servidores públicos.

O governo ingressou com ação judicial contra nosso movimento. A greve foi declarada ilegal. E Aécio/Anastasia esperavam ver os profissionais da Educação retornando aos seus postos de trabalho... Derrotados!

Mas... continuamos firmes porque nos sustentávamos na certeza da legitimidade de nossa greve.

Legítima, porque é da própria definição de sindicato, que participe da vida política com a posição mais conveniente à classe. Inclusive com greves, cuja base legal, ou até mesmo ilegal, só à Justiça, e jamais a governos e à polícia, cabe proclamar. O histórico reacionarismo brasileiro foi que propagou a idéia de que sindicatos e congêneres só podem promover ações sem mais pretensão ou conotação do que reivindicações profissionais específicas.

Legítima, porque, com expressiva adesão dos/as trabalhadores/as, denunciou em cada recanto das Minas Gerais o descaso com que esse governo vem tratando as políticas públicas em Minas Gerais.

Além disso, para não enxergar a greve com olhar acusativo, basta saber que ela foi lançada por associação de classe comprometida com a defesa dos/as trabalhadores/as e com a política educacional de qualidade. Se o movimento teve componente político e eleitoral, não foi dele e por ele que nasceu. Foi, como ficou bem esclarecido, da realidade de milhares de trabalhadores/as que sobrevivem de salários vergonhosos e em situações precárias de trabalho.

Não fosse esse tratamento iníquo ou, mesmo com ele, se a greve não coincidisse com a fase já eleitoral, o governo Aécio/Anastasia e o PSDB em geral não teriam por que falar em greve eleitoreira. Porque político todo movimento por transformação o é.

Nenhum governo é inatacável, sobretudo um governo que tem causado tantos prejuízos aos/às trabalhadores/as e à Educação. Continuamos lutando pelo atendimento às nossas reivindicações e continuaremos avaliando e criticando todo e qualquer governo na medida em que implemente políticas em desacordo com as necessidades e concepções da classe trabalhadora.

No final, importa muito mais é que uma associação de classe se mostre viva, quando todas as associações devedoras da ação política própria da democracia parecem, há tanto tempo, sugadas de toda a sua vitalidade.

Material reproduzido da publicação do Sind-UTE/MG “X da Questão” de Agosto/2010

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Os escondindin de Minas são paulistas....ahahahahhaha

Enquanto o segundo capítulo do “Escondidin de Minas”, supremo líder dos escondindins, não sai, ele está no forno...vale à pena contar uma historinha pra todos nós. Um companheiro nosso teve de ir à “carpitá” paulista visitar um parente no hospital e passando pelo Largo da Batata, veja que coisa mais linda ele viu...

O Largo do Batata fica lá no início de uma grande avenida, a Faria Lima, e estão construindo uma baita estação do metrô na área. O nosso companheiro ficou curioso, tirou uma foto do celular e entrou no bar/restaurante para investigar.

Pergunta daqui, pergunta dali, com o nosso jeitinho mineiro, e acabou descobrindo olha só, que ali é um lugar frequentado pelos tucanos paulistas. E muitos usam o chapéu da irmandade. Mais ainda...o Reinaldo Azevedo, aquele jornalista tucano da Veja, freqüenta muito lá.


Mais ainda, é bem perto da casa do José Serra, que mora em Pinheiros, bem pertiiiiinho dali. E José Serra volta e meia passa por ali.

Investigando e perguntando mais, o nosso companheiro e mineirinho esperto descobriu que o Gabrielzinho freqüenta o local para se alimentar ideologicamente.

O mais interessante, como qualquer historinha mineira, a gente vai deixar pro final, né...então antes nós vamos ensinar procês como achar o tal endereço: é só dar uma googada ou ir no site http://www.naaba.com.br. O endereço é Faria Lima, 452.

O nosso enviado especial – por acaso – à carpitá paulista acabou descobrindo que a inspiração desta turminha de granfinos da Turma do Chapéu é tucano paulista...hahahahahah...estes carinhas não conseguem nem ser originais...ahahahahahahhaha

terça-feira, 24 de agosto de 2010

O FATOR ANDREA NEVES

Nas próximas horas o povo mineiro saberá a verdade total a respeito do papel de Aécio Neves, Andrea Neves e Anastasia no controle da imprensa de Minas Gerais. Aécio e Andrea Neves acabaram com a liberdade de expressão no nosso Estado. E isto está prestes a se tornar um escândalo nacional.

Eles acharam que amordaçando a imprensa mineira acabariam elegendo o Anastasia Governador do Estado, para continuar o regime de escuridão que implantaram em Minas. Este Blog, porém, junto com todos aqueles que defendem a liberdade vai mostrar o contrário.

Na verdade, Andrea Neves não consegue mais segurar os vazamentos de informações que estão desmoronando o regime de terror implantado por eles. Aécio, Andrea Neves e Anastasia podem esperar e devem acompanhar os próximos acontecimentos. Leiam o artigo de Luis Nassif abaixo e descubram como Andrea Neves censurou a imprensa de Minas Gerais e como este assunto vai virar um escândalo nacional.


Recordar é viver: Anastasia e FHC!

1º Capítulo da Novela: O Escondidin de Minas

domingo, 22 de agosto de 2010

Naufrágio!

Nova pesquisa do Instituto Sensus confirma que, em Minas Gerais, o navio de Anastasia segue a mesma direção do navio de Serra. É o naufrágio do Tucanic!!! Hélio tem 44,1% da intenção dos votos enquanto Antônio Anastasia, que concorre à reeleição, tem 25,5%. É uma vantagem de 18,6%. 1.500 eleitores participaram da pesquisa entre os dias 15 e 17 de agosto.


Censura de Aécio é vetada pela justiça

O blog Os Amigos da Presidente Dilma traz à luz mais um capítulo da censura promovida pelo Governo Aécio.

Os computadores da Secretaria da Fazenda haviam sido bloqueados contra qualquer e-mail de origem do Sindicato dos Fiscais do Estado de Minas (Sindifisco-MG), que está em campanha salarial.

Um decisão judicial obrigou o desbloqueio, garantindo a liberdade de organização dos trabalhadores e também o direto do Sindicato se comunicar com seus associados.

Veja o blog Os Amigos da Presidente Dilma.


Dê um Google aí - Aécio + Censura

O nosso lema é a defesa da liberdade de imprensa, defesa da pessoa humana e defesa da mulher. Portanto, não podemos nos omitir com relação à esta luta. Cabe a nós ser a trincheira final da tentativa da trinca Aécio Neves/Andréa Neves/Anastásia de levar a eleição de Minas Gerais para a baixaria.

Seremos esta trincheira final, podem apostar. Morreremos como morreu Tiradentes, defendendo nossos lemas e a democracia. Não podemos aceitar que a trinca acima faça de Minas Gerais a última batalha de baixarias contra a acachapante vitória da Dilma sobre os tucanos em todo o Brasil.

E o pior é que estes tucanos depois vão querer se unir a nós. Já alertamos desde agora que no futuro não vamos querer aliança com esta trinca de promotores de baixaria. Quando Aécio depois quiser aliança com Lula, Dilma, Hélio e Patrus, iremos para a trincheira dos que defenderão “A Aliança Não”. Este Blog não vai esquecer nunca as baixarias desta trinca de traíras do povo mineiro.

Então, nós gostaríamos que todos os mineiros que defendem os direitos humanos e a liberdade de imprensa dessem um GOOGLE Aécio + Censura. E tuitassem e divulgassem isto por aí.

O inimigo é interno!

Há tempos, circula em Minas Gerais o mito da unidade da população. Fez-se crer que apoiar uma governante que se apresenta como figura mítica seria o caminho correto para nos fortalecermos contra o perigo que vem de fora.

Passados 8 anos do governo liderado pelo PSDB, vemos que o Estado que sucateou os principais serviços básicos. Professores estaduais não recebem o piso salarial estabelecido par a profissão. A UEMG e a Unimontes, universidades públicas que deveriam ser gratuitas, cobram mensalidades cada vez mais caras. As unidades estaduais de saúde carecem de serviço qualificado e da falta de médicos. E o pior: MINAS NÃO TEM UM PROGRAMA SOCIAL DECENTE!!!

A desigualdade social em Minas Gerais só foi reduzida no último período graças aos programas realizados por Lula como o Bolsa Família, o Prouni, etc.

A publicidade exorbitante deste governo conseguiu esconder, até agora, os malefícios do Governo Aécio. Mas chega o tempo de eleição. E é hora de convocar Minas Gerais para dizermos bem alto que não precisamos de uma figura mítica para combater o inimigo que vem de fora. Simplesmente porque o inimigo é INTERNO!

O tucano Anastasia, candidato das elites, quer dar continuidade ao projeto anti-Lula que não investe no social. Não deixaremos!

sábado, 21 de agosto de 2010

Violência contra a mulher

Este Blog nasceu para a defesa da liberdade de imprensa e dos direitos individuais da pessoa humana. Ele será uma permanente trincheira contra os desmandos de alguns políticos e contra a tentativa de Aécio Neves/Andrea Neves/Anastasia de trazer para Minas Gerais a última batalha da baixaria tucana contra a candidatura da Ministra Dilma Rousseff. A trinca quer fazer da eleição em Minas Gerais uma guerra suja para reverter a acachapante derrota nacional tucana.

Este é um Blog de alerta aos mineiros. Eles precisam saber como quem estão lidando nestas eleições. Aproveitando este momento do noticiário nacional em torno do ator Dado Dolabella, trazemos a público um noticiário censurado na imprensa nacional, mas que acabou vazando devido a coragem do jornalista Juca Kfouri e de alguns blogs como vocês podem ler abaixo.


É o papel que qualquer defensor da liberdade de imprensa, da liberdade de informação e
qualquer defensor da mulher deve exercer.

http://blogdojuca.blog.uol.com.br/arch2009-11-01_2009-11-07.html#2009_11-01_12_09_41-9991446-0


http://blogln.ning.com/forum/topics/aecio-neves-a-namorada-e-a


http://hiroshibogea.blogspot.com/2009/11/aecio-neves-espanca-namorada.html